Stars Blog

Blog especializado em TI

header photo

Bem vindo

Bem vindo ao Stars Blog, Blog de TI com dicas, informações, projetos, trabalhos realizados, estudos acadêmicos e materiais interessantes sobre tecnologia da informação e assuntos relacionados.

Últimas publicações na sessão Blog

O que é o Facebook Commerce

May 4, 2016
Há anos o Facebook deixou de ser uma simples rede social e se tornou um dos maiores meios de comunicação de todo o planeta. Apenas no último ano o Facebook cresceu 13%, atingindo um total impressionante de 1,49 bilhão de usuários em todo o mundo. Ou seja, uma a cada sete pessoas no planeta é adepta ao Facebook. Também conhecido como F-commerce, o comércio pelo Facebook, é uma loja virtual construída dentro do ambiente da rede, uma tendência que tem tudo para crescer muito nos próximos anos.
 
 
O Facebook commerce funciona de forma parecida com uma loja virtual. Por ser uma rede baseada na facilidade de interação, o objetivo dessa ferramenta é facilitar a compra do cliente e tornar o processo da compra muito mais sociável, o que reflete as características da rede. Um ponto interessante do Facebook Commerce e que ele não só estimula a compra, mas também estimula a propagação de conteúdo e produtos das lojas por meio dos “likes” e dos compatilhamentos, características exclusivas dessa rede social.
 
Segundo uma pesquisa feita pelo Hi-Mídia e pela M. Sense, empresas especializadas em estudos sobre o mercado digital e performance, o Facebook Commerce possui uma grande aceitação pelo público. A pesquisa analisou 570 pessoas e concluiu que 72% desse público pesquisa e discute com amigos na rede sociais sobre o produto que deseja adquirir. Isso ilustra acapacidade de alcance de púlico e diulgação que essa ferramenta consegue atingir.
 
Por possuir um espaço menor para a venda dos produtos, o Facebook Commerce possui algumas funcionalidades limitadas se comparado a uma loja virtual. No Facebook Commerce o vendedor consegue montar uma vitrine de produtos, suas legítimas descrições, criar um carrinho de compras, local destinado a oferecer ajuda ao cliente, entre outros. Por estar situada dentro da maior rede social do mundo, essa ferramenta proporciona segurnaça e deixa os consumidores confortáveis, por já estarem acostumados com o ambiente. Essa ferramenta apresenta diversas vantagens sobre as lojas virtuais. A primeira delas é o alcance de clientes, que é muito maior e mais fácil do que nos sites.
 
Ele também é seguro e muito fácil de usar, o que é um grande benefício para quem ainda não está muito familiarizado com a internet. E além de tudo isso, pode ser associado a fan pages e diversas outras funcionalidades da rede que facilitam o uso e a comunicação. E agora você deve estar se perguntando, como posso ingressar no Facebook Commerce?
 
 
O próprio Facebook fornece tutoriais com o passo a passo para fazer a criação. E o melhor de tudo isso, o preço cabe no bolso. Você paga apenas um único valor para fazer a criação da versão da sua loja na rede social, e não precisa pagar mais absolutamente nada por isso. Não existe mensalidade, hospedagem, nem comissão de vendas. 
 
Portanto, investir no Facebook Commerce pode ser uma ótima opção para a sua empresa. Essa ferramenta pode possuir menos funcionalidades que uma loja virtual, porém, o público que ela consegue atingir com seus produtos e materiais de divulgação supera qualquer loja virtual iniciante. 
 
Como criar um Commerce no Facebook? Segue uma listagem:
 
 
 
 
 

5 Dicas para criar uma logomarca de impacto

February 25, 2016

Uma logomarca é representação gráfica do nome de determinada marca ou empresa, utilizando letras com traço específico e símbolos visuais. A logomarca é, sem dúvidas, uma das partes mais importantes ao abrir uma empresa. É ela que vai lhe trazer reconhecimento de marca, que é o principal objetivo de todo e qualquer negócio. Ela é um dos fatores que faz com que sua empresa seja lembrada em primeiro lugar quando o cliente pensar em um determinado produto ou serviço, e torna sua empresa uma referência.

Ou seja, a logomarca não é o nome da empresa, mas como a empresa irá se apresentar ao seu público.

Hoje existem diversos jogos e testes que ilustram a força que uma logomarca pode possuir sobre a população. Na imagem abaixo, por exemplo, a maioria das pessoas consegue identificar as quatro marcas presentes. Isso ocorre porque a logomarca ficou forte a ponto de não precisar de uma única palavra para ser descrita.

Agora que você já sabe o que é e para que é utilizada uma logomarca, iremos lhe apresentar cinco dicas valiosas para que você consiga criar uma logomarca de impacto para seu negócio.

  • Tenha um objetivo

Ter um objetivo para sua empresa é o primeiro passo para poder construir uma logomarca de qualidade. É necessário planejar em que ramo a empresa irá seguir e permanecer nele. É muito comum nos dias de hoje empresas online fracassarem pois tentaram vender tudo para todo mundo, sem um objetivo fixo. Escolha com o que sua empresa vai trabalhar e quais serão seus produtos e serviços, e isso irá facilitar o processo da criação da sua logomarca.

  • Defina seu público

É fundamental definir no início qual público que você deseja atingir com a sua empresa. Isso irá lhe auxiliar no desenvolvimento da empresa tanto na parte visual quanto na forma que ela tratará seus clientes. Se sua empresa for focada no público feminino por exemplo, é mais adequado utilizar uma logo delicada e com cores mais agradáveis as mulheres. Já se o foco for homens, pode-se utilizar de cores e símbolos mais fortes, que façam com que o homem se identifique com a marca. 

  • Seja original

Utilize elementos originais e exclusivos no desenvolvimento da sua logomarca. Empresas que tentam copiar outras marcas famosas tendem a ter sua marca extremamente prejudicada, e isso muitas vezes acaba sendo irreversível. Isso acontece pois quando o público percebe que a marca é cópia de outra empresa, chega a conclusão que ela não é capaz de crescer sozinha e, portanto, não tem competência para desenvolver seus serviços. Possuir uma marca própria irá fazer com que seu público se identifique mais com sua empresa e ela transmita mais confiabilidade. 

  • Mostre sua personalidade

Uma marca deve sempre refletir os ideais de sua empresa. Você quer uma marca feminina e delicada? Ou uma marca que transmita força? Carinho? Pequenos detalhes visuais podem agregar muito mais personalidade a sua empresa. Quantas vezes você já viu pessoas comprando em determinadas marcas pois gostam da postura da marca ou do status que ela proporciona? Isso ocorre justamente pois hoje em dia é comum comprarmos não só um produto, mas sim todo o ideal de uma marca.

  • Cuidado com exageros

Ao contrário do nome e da descrição da empresa, a logomarca é apenas um símbolo visual. Ela deve ser simples e fácil de memorizar, para assim gerar maior reconhecimento por parte do público. Desenvolver uma logomarca com muita informação pode não só prejudicar a imagem da sua empresa, como também fazer com que ela passe despercebida e não chame atenção como deveria. Lembre-se, menos é mais.  

 

Online Logo Maker

Quer tentar criar uma logo bacana gratuitamente? Veja este vídeo explicativo:

O e-commerce brasileiro segue em crescimento em 2016

January 20, 2016

Apesar da crise econômica já ter afetado a grande maioria dos setores brasileiros, incluindo o de compra e venda, e ter levado a alta do dólar, o setor de mercado online continua intacto.

Segundo dados, o e-commerce brasileiro cresce em torno de 20% a cada ano, aumentando visivelmente o lucro recebido. Somente em 2014, o e-commerce lucrou cerca de R$35,8 bilhões, que foi 27% a mais do que em 2013.

Já em 2015, a estimativa é que e o e-commerce obteve um faturamento acumulado de R$45 bilhões. Isso ocorre pois o e-commerce oferece muito mais facilidade do que as lojas físicas.

Além do conforto de comprar onde e quando quiser, o e-commerce oferece também diversas formas de pagamento, que podem ser “moldadas” conforme o desejado. Se sua loja ainda não possui uma plataforma digital, corra contra o tempo, pois você pode estar ficando para trás em relação aos seus concorrentes. 

Abrir uma loja virtual irá abrir diferentes possibilidades para seu negócio. A primeira e mais relevante delas é a possibilidade de aumentar de forma significativa o número de clientes.

Com a loja virtual você conseguirá ter um alcance de público muito maior do que com uma loja física, pois a internet consegue unir pessoas do mundo todo. Se você ainda optar por utilizar os serviços de publicidade do Google, como o Google AdWords, o Google AdSense e fazer o SEO em seu site, poderá aumentar muito o seu número de clientes. E como a sociedade está convivendo cada vez mais com a tecnologia, é fundamental que as lojas optem por aderir a uma plataforma web o mais rápido possível.

Analisando  as primeiras grandes empresas que criaram uma loja virtual como a Americanas, percebe-se o quanto ela cresceu e se destacou das demais. Porém, ao contrário da Americanas, é fundamental escolher um nicho a seguir quando for abrir uma loja virtual. Isso fará com que sua loja se especialize e se destaque no tema em que escolher.

Na maioria das vezes, lojas que tentam vender de tudo pra todo mundo acabam fracassando justamente por não escolher um foco a seguir. Antes de abrir uma loja virtual, pense em um foco que você gostaria de trabalhar e permaneça nele.

Então, inicie o processo de criação da parte visual da sua loja. A parte visual é sem dúvidas o processo mais importante, pois ele fara com que o cliente fique (ou não) na sua loja. Se o layout não agradar o cliente, ele irá sair da sua loja e acessar outra que lhe agrade em poucos segundos.

Opte por um layout leve, agradável e sem muita informação para agradar o público que irá acessar seu site. E sempre coloque todas as informações necessárias sobre os produtos que estão sendo anunciados e sobre sua loja, pois isso irá transmitir maior confiança ao cliente. 

Lembre-se, o mercado online tende a crescer cada vez mais devido ao desenvolvimento de novas tecnologias a cada ano. A inclusão digital permite que um grande número de pessoas consiga acessar a internet e, indiretamente, se tornar um consumidor virtual. Esse é um mercado que está em constante crescimento e, por isso, é uma ótima opção pra empresas que desejam crescer e obter melhores resultados em seus negócios. 

Por que é importante ter um site responsivo?

December 22, 2015

A globalização, a inclusão digital, o barateamento da tecnologia, as redes de conexão mais utilizadas e a necessidade de informação em tempo real, são alguns dos motivos que fazem as pessoas se conectarem através de smartphones e tablets cada vez mais.

Com essa atual “cultura móvel”, as pessoas estão investindo em dispositivos que podem ser usados em qualquer lugar a qualquer hora, e chegam a preferir os dispositivos móveis ao computador.

Quando antes um celular era utilizado para fazer e receber chamadas, hoje ele mudou de nome e possui toda e qualquer função que você imaginar.

Acessar sites, fazer compras, ler livros, pagar faturas, são algumas das milhares de funções de um smartphone.


Você, como um cidadão incluso na era digital, provavelmente já ouviu falar de sites responsivos ou “móbile”. Um site responsivo é quando o site possui uma ferramenta que faz com que seu layout de adapte à plataforma em que está sendo utilizado.

Por exemplo, se você está navegando em um site no computador, ele possui um tipo de visualização e manuseio, se for em um dispositivo mobile, é outro totalmente diferente.

Esse tipo de recurso é indispensável nos dias atuais, pois as pessoas não esperam mais pelo que desejam ver. Como tudo é imediato, se ela deseja alguma informação sobre um produto específico ela entra na internet e procura por ele, e se seu site não foi agradável e tiver boa acessibilidade ela sai do seu site e passa para o de seu concorrente em poucos cliques. 


Pesquisas mostram que existem mais pessoas acessando sites nos dispositivos móveis do que no computador propriamente.

Segundo dados do Ibope, o brasileiro passa 1 hora e 24 minutos por dia navegando através de seu smartphone.

A utilização de um site tradicional (desenvolvido para uso em computadores, sem a preocupação do uso mobile) possivelmente não terá uma visualização e uso tão bons e satisfatórios quanto os desenvolvidos focados nessa plataforma.

Para resolver este problema, existem diversas técnicas que podem ser utilizadas. Nos dispositivos mobile os sites tendem a ser mais simples e com menos efeitos visuais, para que não deixe o dispositivo do usuário pesado e seja fácil e rápido de acessar.

Segundo pesquisas do Viver de Blog, quase 80% dos usuários esperam cinco segundos para uma página abrir, e se o tempo for mais longo, eles não pensam duas vezes e abandonam o site.

Como resultado disso, 61% dos entrevistados alega que não voltaria a sites lentos e que abandonam sites que não possuem plataformas mobile. Porém, apenas 35% dos sites possui uma adaptação para as plataformas mobile, outro motivo que iria auxiliar a sua empresa a se destacar perante suas concorrentes.

Isso ressalta a obrigatoriedade de inserção nesse grande mercado para o desenvolvimento dos seus negócios. Ou seja, não basta acompanhar a nova era, mas se adaptar à ela de forma que permaneça sempre atualizado.  

Se o seu site ainda não é responsivo, corra atrás do seu webdesigner de confiança ou procure uma agência para te ajudar.

Em um projeto que participei da estratégia, tive a oportunidade de trabalhar no desenvolvimento de um website resposivo criado por uma empresa de Fortaleza Websee, eles são bons no que fazem, segue link.

Publique vídeos ao vívo no Facebook

December 14, 2015

Li um artigo super interessante no site da Exame Abril e resolvi compartilhar com vocês.

Agora o Facebook permite que nós, meros mortais, adicionem vídeos ao vivo em tempo real.

No início quando ela foi lançada a uns meses atrás, como todos sabem só era permita para grandes celebridades.

Para iniciar a transmissão é simples, selecione o ícone "vídeo ao vivo" na barra de atualização de status.

Depois, basta adicionar uma descrição/legenda e escolher quem vai ver seu material.

Os aplicativos pioneiros neste tipo de serviço, Meerkat e Periscope, são nomes já conhecidos que agora o Face faz parte, mas com uma diferença interessante, pelo Facebook os vídeos serão salvos e publicados na linha do tempo para visualizar mais tarde, sendo possível é claro excluir depois.

Outro ponto bacana é que ao ver um vídeo ao vivo de alguém, você pode selecionar para ser informado toda vez que esta pessoa iniciar uma transmissão ao vivo.

Agora algo que nem todos vão gostar: Por enquanto este recurso está disponível somente para quem tem aparelho iPhone lá nos EUA. E está sem previsão alguma de chegada ao Brasil.

Quer ver como funciona os vídeos pelo Face? Acesse o link abaixo para ver o vídeo em inglês demonstrando a nova ferramenta.

Clique aqui para ver o Vídeo

Fonte deste artigo: http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/facebook-agora-permite-que-voce-faca-videos-ao-vivo

Adwords, o que é?

December 9, 2015

Atualmente, o Google Adwords é uma das ferramentas preferidas das empresas quando se trata de marketing digital.

É uma das poucas ferramentas com resultado imediato e que traz resultados significativos para a sua empresa.

Você, como consumidor, provavelmente já acessou sites que estavam em Adwords.

A maioria dos sites que estão em destaques, divulgam utilizando serviços de gerenciamento adwords com alguma agência digital, neste meu link dou exemplo da Agência Digital INOWEB.

Mas antes de falar qualquer coisa sobre gerenciar, melhor entender o que vai ser gerenciado.

Mas afinal, o que é o Google Adwords?

É um serviço do Google que consiste em anúncios em formato de links encontrados nos sites de busca, utilizando links relacionados às palavras-chave que o internauta está procurando na ferramenta de busca da página.

Explicando de forma mais simples, Adwords são os links de anúncios quando você pesquisa algo no Google. 


Exemplo de onde estão situados os Adwords

   

O Adwords é um dos sistemas mais conhecidos na internet, principalmente pelo fato do seu "hospedeiro", o Google, ser o site de buscas mais utilizado no mundo todo.

Esse sistema é pago, porém seu custo não é alto e ele pode ser uma boa opção até para empresas que possuem um baixo orçamento disponível para publicidade.

Ele utiliza principalmente o método de CPC (Custo Por Clique), que permite ao anunciante pagar um determinado valor somente quando o usuário clica em seu anúncio

O custo pode variar de centavos até valores mais altos, dependendo da relevância da palavra que você gostaria de escolher para representar seu site nos buscadores.

Por exemplo, se a sua empresa gostaria de ser encontrada facilmente através dos Adwords com a palavra "pneu", terá um custo mais alto, pois a palavra é muito genérica e existem outras milhares de empresas que pretendem ser reconhecidas por essa palavra.

Porém, se você desejar ser encontrado por "pneu de carro em Curitiba" será um valor bem mais baixo, pois é mais específico.

Outro benefício trazido pelo Google Adwords é o crescimento rápio de sites que estão começando, por atrair pessoas interessadas num produto específico que podem se tornar clientes fiéis da empresa anunciante.

Em resumo, o Google valoriza anúncios que o conteúdo tem uma relação mais estreita e específica com a busca realizada, e com isso, divulga empresas do ramo relacionado a pesquisa, e evita que as empresas comprem links em áreas não relacionadas ao seu ramo de atividade. 

Muitas empresas ainda ficam receosas em investir nesta ferramenta, em alguns casos por ser uma ferramenta paga e ter receio de não conseguir controlar os gastos, e em outros por medo de desenvolver a imagem de ‘spamer’ para a sua empresa.

Porém isso é mito, partindo de um ponto em que o gasto muita vezes é visivelmente mais baixo do que em outras mídias de grande porte, e que uma porcentagem mínima do público inserido na web sabe a diferença entre a pesquisa orgânica e os Adwords.

Segundo pesquisas feitas pelo próprio Google, cerca de 30% das pessoas que fazem uma determinada pesquisa clicam nos links patrocinados. 


    
 

Para entender de vez como essa ferramenta funciona, é necessário compreender a forma que o Google analisa os sites. Quando você utiliza o Google e pesquisa uma palavra ou frase, você instantaneamente é direcionado para uma página de resultados desta busca.

No lado esquerdo da página ficam os resultados de pesquisa naturais (orgânicos), que são apresentados e ordenados por um processo que analisa o nível de relevância dos sites relacionados a sua pesquisa.

Não é possível influenciar diretamente esses resultados, apenas indiretamente com o SEO. No lado direto da pagina de resultados (e em alguns casos no topo), estão situados os Links Patrocinados (Adowords). 
    
Se sua empresa optar por aderir ao sistema de Adwords, será possível saber quando e como o site da sua empresa aparecera para os internautas.

Para que a sua empresa obtenha sucesso ao aderir a essa ferramenta, é necessário primeiro fazer um planejamento de qualidade e traçar um objetivo de clientes a atingir e em quais pesquisas você gostaria que sua empresa aparecesse.

Depois, defina as palavras-chave que você deseja que, quando pesquisadas, mostrem o anuncio da sua empresa. Por exemplo, se você é uma empresa que venda peças de carro, pode escolher palavras e frases como "pneus novos em São Paulo", "calotas cromadas em Curitiba", "autopeças no Rio de Janeiro", sempre citando o nome da sua cidade para facilitar a pesquisa.

Um dos principais aspectos do AdWords é que quando alguém pesquisa uma das palavras-chave escolhidas pela sua empresa e o seu anúncio aparece, não gera nenhum custo. Só é cobrado quando o cliente clica no link para o seu site.

Deste modo você tem total controle de seu aspecto financeiro e, mesmo que o cliente não clique no seu site, a presença dele frequentemente como relevante na palavra pesquisada ajuda a fixar sua marca na mente do usuário, fazendo com que ele reconheça seu site das próximas vezes que realizar a pesquisa.

Portanto, é necessário planejar e contar com um profissional para obter um resultado satisfatório nessa ferramenta.

É nesta parte que entram agências digitais e consultores especialistas em gerenciamento de campanhas Adwords Google.

Como citei no início do artigo, hoje estou indicando os serviços da Agência INOWEB, pois já vi boas referências deles pela internet.

É sempre bom contar com o máximo de módulos possíveis para divulgar sua empresa e fazê-la.

13 Passos em Web Design para melhorar a experiência do Site

December 7, 2015

Todos queremos garantir que os visitantes vão sair do seu site quase que imediatamente após o acesso.

Siga estes 13 passos em Web Design para facilitar e se certificar que tudo que o usuario quer, ele vai encontrar em poucos cliques e com facilidade no seu site.

1. Tenha uma logomarca profissional linkada para Home do site
O seu logotipo é uma parte importante da sua marca, por isso certifique-se de que ele esta localizado de forma destacada em seu site. Além disso, é uma boa regra ligar o seu logotipo para voltar à página inicial para que os visitantes possam navegar facilmente.

2.Use navegação intuitiva
Prefira trabalhar com menu de navegação horizontal que sita o topo do site de ponta a ponta. Este é um tipo de menu intuitivo e fácil de usar, praticamente todos os sites o preferem.
Opções secundárias de navegação, deixe no menu na esquerda ou direita, na margem do site em uma barra lateral.

Por que a navegação intuitiva é tão importante?
Layouts confusos fazem a pessoa sair de uma página o invés de tentar compreendê-la. 

3. Livre-se da desordem!

É muito fácil nos dias de hoje um projeto web ser sobrecarregado com imagens, a ponto de o nosso cérebro parar de processar informações, quando confrontada com muitas opções.


Para manter os visitantes em seu site, certifique-se de que as páginas não têm chamadas concorrentes, facilitando o foco no que é importante dentro da página a ser visitada.

Outra dica é: Crie seu conteúdo com parágrafos curtos, facilitando a leitura. Não mais do que cinco ou seis linhas.

4. Dar aos visitantes um espaço para respirar.
Criar espaço suficiente entre os parágrafos e imagens para o usuário ter tempo de respirar, pensar e absorver todo o conteúdo e impacto que o site tem a oferecer.

5. Usar cor de forma estratégica.

Prefira cores neutras, evite cores quentes no meio de conteúdo.

Pequenos traços com cores ajudam o visitante a entender seu conteúdo mais importante, mas sem abuso. As vezes menos é mais.

Também é importante o uso de uma paleta de cores que complementa o seu logotipo e é consistente com o de outros materiais de marketing.

6. Investir em um bom profissional de fotografia

Os visitantes do site podem farejar imagens genéricas em segundos.

Isso trará uma impressão genérica sobre sua empresa.
Mostre que sua empresa investe nela mesma, invista em fotografias profissionais para apresentar seu trabalho com melhor qualidade.

7. Escolher os tipos de letra que são de fácil leitura, através de dispositivos e navegadores

Ao escolher tipos de letra, tenha em mente que as pessoas vão estar a olhar para o seu website não apenas em um laptop, mas em dispositivos móveis.

Fontes de grande escala podem ficar boas em monitores de computador, mas talvez não em telas pequenas de toque.
Após elaborar seu site, faça testes em diferentes telas de diferentes tamanhos.

Escolha um tipo de letra que possa ser lida facilmente em tamanho não inferior a 11.

8. O Design de cada página como uma página de destino

A maioria dos sites tem um design que pressupõe um usuário entra através da home page e navega para o site. No entanto, a realidade é que a maioria das visitas para a maioria dos sites começam em uma página que não seja a página inicial.

Por isso a elaboração de um Design próprio para as principais páginas internas se faz necessário na maioria dos casos.

9. Destaque as medidas de ações

Ponha a sua chamada para a ação na parte superior de seu site, juntamente com o seu número de telefone e/ou endereço de e-mail.

10. Design responsivo

A maioria dos acessos de um site, pelo menos em sua primeira vez, partem de dispositivos móveis.
Não ter um site com layout responsivo é ter um site totalmente atrasado.


11. Esqueça O Flash

Graças, em parte, para a disputa em curso entre a Adobe e a Apple, os dias do Flash como um padrão da Internet estão lentamente chegando ao fim, então por que ficar na onda quando existem outras opções que são muito mais amigáveis? Recomendo utilizar o HTML5 que já é bem suportado pelos navegadores atuais.

 

12. Não se esqueça sobre os botões

Os botões de ENVIAR em um formulário geralmente são a parte mais feia de um site. 
É bom o profissional de web design pensar em deixar mais atrativo o clique, afinal é por ali que se chega a um cadastro e venda.

13. Teste o seu desenho

Se você está tentando diferentes estágios de uma ação, ou mesmo o teste de diferentes tons de uma cor, a otimização de sites pode fazer um grande impacto para sua linha de fundo.

Truques do Google

December 4, 2015

No evento de ontem a noite o pessoal apresentou alguns vídeos em inglês sobre segredos escondidos do Google.

Para facilitar quem não domina o idioma, achei este vídeo no youtube que trata de assuntos parecidos.

Computador de 5 Dolares

December 4, 2015

Já imaginou pagar apenas 5 Dolares em um Computador? Mentira? Que nada, definitivamente o PC para Todos está por vir minha gente.

A empresa Raspberry Pi Foundation anunciou nesta sexta-feira (27-11-2015) o lançamento do seu novo projeto e mais barato, o PI ZERO, que além de baixo preço, é ainda muito pequeno, medindo apenas 65mm x 30mm x 5mm.

Segundo a própria empresa, ter um computador totalmente programável é um luxo, para eles o principal é reduzir os custos para tornar a tecnologia acessível a todos.

O novo produto, Pi Zero, vem com processador Broadcom BCM2835 com núcleo 1GHz ARM11 -- que é "40% mais rápido que a primeira versão do computador, chamado de Raspberry Pi "1 --, 512MB de memória LPDDR2 SDRAM, slot para micro-SC, mini entrada HDMI, entradas micro-USB para dados e para carregar.

Dizem que roda até o game Minecraft nele.

Ainda segundo a Raspberry, o Pi Zero iniciou seu desenvolvimento no começo de 2015 com a meta de colocar um computador no mercado para queles que não tem poder de compra para PCs tradicionais.

“Desde 2012, milhões de pessoas tiveram no Raspbery Pi a sua primeira expeirência com programação e computadores, mas ainda temos pessoas que têm o custo como uma barreira de entrada".

Quer ver a notícia oficial do #PIZERO, acesse o link aqui.

Migramos nosso Blog

July 22, 2015

Migramos nosso blog da plataforma Wordpress para Bravesites.

Fiz backup do conteúdo anterior para postar aqui novamente, então nas próximas semanas ou dias iniciarei as postagens.

Estou vendo com o suporte do WP se eles podem criar um redirect do blog antigo, mas não tenho tanta certeza se isto vai acontecer.

Bem, mas já avisei os assinantes antigos sobre o novo link.

Abraço a todos